MONITORAMENTO E ESTUDOS

Para dar conta de monitorar ações nas áreas de interesse do Sistema de Incentivos a Serviços Ambientais (SISA) e garantir o cumprimento de metas e objetivos estabelecidos pelo sistema, o IMC mantém um Departamento de Monitoramento. Este setor acompanha a redução de emissões de gases de efeito estufa, quantificando e reportando os resultados obtidos – e também autoriza a emissão de certificados que comprovam essa redução. Um trabalho que garante a correta condução do Programa ISA Carbono, iniciativa governamental que coloca o Acre como referência mundial em REDD+. Também são responsabilidades do Departamento acompanhar atividades e metas do Plano de Ação das salvaguardas socioambientais, bem como o controle do desmatamento no Acre. Para monitorar o desmatamento no estado o IMC conta com a Unidade Central de Geoprocessamento do Estado do Acre (UCEGEO); e usa como base os dados do Projeto PRODES (Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite), fonte oficial da taxa anual do desmatamento na Amazônia Brasileira e nos estados que a integram.

 


 

ESTUDOS

Inventário de Gases de Efeito Estufa Ano Base 2012

O Inventário de Gases de Efeito Estufa (IGEE) permite avaliar as fontes de sumidouros e emissões antrópicas – liberação de gases de efeito estufa em decorrência da atividade humana – para poder desenvolver estratégias de mitigação e adaptação às mudanças climáticas. O estudo tem como objetivo monitorar as emissões e fluxo de CO₂ (dióxido de carbono) nos setores produtivos de energia, transporte, agropecuária, mudança no uso da terra e resíduo sólidos. O resultado do IGEE 2012 mostrou uma redução no Acre de 70% nas emissões, em comparação ao IGEE 2010. Uma queda significativa que mostra o processo de regeneração natural graças à redução na taxa anual do desmatamento e uso correto da terra.

Mapeamento dos estoques de carbono

O IMC realiza estudo de mapeamento dos estoques de carbono nas florestas Estaduais do Mogno, Gregório e Liberdade, um complexo localizado na região Tarauacá – Envira com área total de 1.800 hectares. O estudo usa a metodologia LiDAR (Light Detection and Ranging) – técnica que permite o mapeamento remoto a laser –, e é desenvolvido em parceria com a Embrapa, a Secretaria de Meio Ambiente do Acre (SEMA) e a Universidade Federal do Acre (UFAC).

Planos de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas

O Plano Estadual de Prevenção e Controle do Desmatamento no Acre, publicado em 2010; bem como o Plano Integrado de Prevenção, Controle e Combate às Queimadas e aos Incêndios Florestais do Estado do Acre, de 2011, são as principais referências do Programa ISA Carbono para pensar estratégias que garantam uma importante meta estabelecida pelo governo do Acre: garantir a redução de 80% do desmatamento no estado até 2020.

Leia na íntegra:

IGEE 2012

Plano Estadual de Prevenção e Controle do Desmatamento no Acre

Plano Integrado de Prevenção, Controle e Combate às Queimadas e aos Incêndios Florestais do Estado do Acre