IMC recebe Selo do Programa Nacional de Prevenção à Corrupção

Autor: Ângela Rodrigues

O Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais (IMC) foi uma das instituições governamentais do Acre agraciadas com o Selo do Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC). A iniciativa é patrocinada pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com o objetivo de reduzir os níveis de fraude e corrupção no Brasil a patamares similares aos de países desenvolvidos.

Na primeira fase, o IMC cumpriu a etapa de autoavaliação. A próxima será de identificação de possíveis pontos vulneráveis, seguida do diagnóstico que inclui ainda a elaboração de um plano de ação para adequação e melhorias das estratégias.

A presidente do IMC, Degmar Ferreti, destaca a importância da iniciativa contra fraudes e corrupção. “O selo é o resultado de uma autoavaliação concedida àqueles que alcançaram o nível de boas práticas em relação ao combate à corrupção. A iniciativa faz com que as instituições avancem no caminho da ética e transparência. Dessa forma teremos a orientação necessária e maior segurança por parte de nossos gestores nas tomadas de decisões”.

A metodologia do programa consiste na análise de cinco mecanismos: prevenção, detecção, investigação, correção e monitoramento. Cada um deles associado a um conjunto de práticas, normativas, documentos e atividades nos níveis operacionais, contribuindo para que o gestor tenha mais segurança em suas decisões.