Gladson Cameli dá posse a grupo de trabalho para monitorar impactos da Covid-19 entre povos indígenas

Autor: Samuel Bryan | 01/09/2020

Foto: Diego Gurgel/Secom

Em cerimônia realizada na tarde desta segunda-feira, 31, no Palácio Rio Branco, o governador Gladson Cameli deu posse aos membros do grupo de trabalho para monitoramento, estudos e sugestões sobre os impactos da Covid-19 nos povos indígenas, no âmbito do estado do Acre.

Governador Gladson Cameli deu posse aos membros do grupo de trabalho para monitoramento, estudos e sugestões sobre os impactos da Covid-19 nos povos indígenas, no âmbito do estado do Acre Foto: Diego Gurgel/Secom

O grupo, formado por instituições governamentais e representantes indígenas, terá o objetivo de acompanhar e realizar estudos acerca dos impactos causados pela disseminação da Covid-19 nas comunidades, além de apresentar sugestões de estratégias e diretrizes ao Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 sobre medidas que possam ser adotadas.

Gladson Cameli destacou que, na prática, esse é um comitê que vai ter todo o apoio dos gabinetes do Estado, principalmente o seu. Ele aproveitou ainda para contar que acredita na preservação ambiental com capacidade de geração de emprego e renda, principalmente para os povos indígenas, além de empenhar todas as forças possíveis na luta contra as queimadas no Acre, tendo em vista que uma pandemia está sendo vivida e que cuidar da saúde é prioridade.

O grupo, formado por instituições governamentais e representantes indígenas, terá o objetivo de acompanhar e realizar estudos acerca dos impactos causados pela disseminação da Covid-19 nas comunidades Foto: Diego Gurgel/Secom.

“O que eu quero é realmente ser o governo de todos, que respeita as origens de cada povo e que a gente possa colocar o Estado mais próximo dos povos indígenas, protegendo e melhorando a qualidade de vida. Queremos dar uma resposta mais rápida para essa população, lutar contra a burocracia”, conta o governador.

indígena Francisca Arara ficará na coordenação do grupo Foto: Diego Gurgel/Secom.

A indígena Francisca Arara, presidente do Comitê Global e Regional para parceria com Povos Indígenas e Populações Tradicionais e chefe de Normatização e Registros do Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), ficará na coordenação do grupo, que conta ainda com representantes da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Saúde (Sesacre), Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), Secretaria de Educação (SEE), Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) e Secretaria de Comunicação (Secom).

“A criação desse grupo representa que o nosso governador deu um sinal de diálogo e participação para a construção de políticas públicas. Vamos reestruturar ações para os povos indígenas e esse é o primeiro passo. O Acre é referência global no trabalho com os povos indígenas e não podemos retroceder. Precisamos nos fortalecer, ainda mais neste momento”, reforça Francisca Arara.

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, esteve presente na cerimônia e lembrou que o governo do Estado tem olhado para a saúde dos povos indígenas desde a chegada da pandemia no Acre, com ações de reforço e parceria, mas que a criação do grupo fortalecerá todo o trabalho desenvolvido. “Encaminhamos insumos de saúde, profissionais e todo um trabalho conjunto com outros órgãos como é o caso do Distrito Sanitário Especial Indígena [DSEI], se preocupando com o monitoramento das aldeias e com os número de casos”, ressaltou.

Fonte: agencia.ac.gov.br