IMC e Secom definem cobertura jornalística do Seminário de Avaliação do REDD

Representantes do Instituto de Mudanças Climáticas (IMC) e da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) se reuniram na quarta-feira, 12, para definir as estratégias de cobertura jornalística do Seminário de Avaliação de Resultados do Programa REDD Early Movers no Acre.

O modelo de desenvolvimento do governo do Acre implantado por meio do Sistema de Incentivos a Serviços Ambientais (Sisa) tem contribuído para a redução nas emissões de gases de efeito estufa no planeta.

“Este é o momento em que o Acre apresenta os resultados alcançados a partir dessa política de incentivo e compensação. Serão várias palestras e painéis de discussões. Beneficiários indígenas, comunitários das reservas extrativistas e das florestas estaduais estarão presentes ao evento”, disse Magaly Medeiros, diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais do Acre (IMC).

O governo da Alemanha, a partir de 2012, assegurou pagamentos por resultados de redução de desmatamento para a implementação do Programa de Incentivos a Serviços Ambientais do Carbono (ISA Carbono) do Sisa, por meio do Programa Global REDD Early Movers (REM).

“Essa reunião é fundamental para que nós possamos definir os conteúdos que serão trabalhados durante o seminário. Teremos aqui atores de diferentes segmentos ligados à causa ambiental, inclusive de outros países. O Acre é referência na área e dá mais um exemplo de gestão dos recursos naturais”, lembrou Andréa Zílio, secretária de Estado de Comunicação.

Neste momento, o Acre finaliza a primeira fase do programa com o seminário, que tem como principal objetivo avaliar os impactos e as lições aprendidas. O evento será realizado nos dias 17 e 18 deste mês, no Resort Hotel, em Rio Branco.

 

Texto:Eduardo Gomes
Foto: Diego Gurgel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *